sexta-feira, 21 de setembro de 2012

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Novidades em breve!

Olá, caros leitores!

Após um longo tempo de espera, venho lhes informar que teremos novidades disponíveis no site em breve! Em questão de dias, acessem www.vinciostudios.com e confiram!

terça-feira, 29 de maio de 2012

Site no ar!

Olá amigos! Trago-lhes uma notícia boa e uma ruim!

A notícia boa é que o site da Vincio Studios já está no ar. Acessem: www.vinciostudios.com dêem uma conferida! Estamos aceitando sugestões também de melhorias, caso você tenha alguma, envie para os e-mails leo.producoes@hotmail.com ou mcs754@gmail.com e dêem suas opiniões!

A má notícia é que o Bio-Projeto ainda não está PRONTO. Eu sei, gostaria muito de ter lançado ele juntamente com o site, mas vamos com calma! Dessa vez estamos a todo vapor no desenvolvimento do Bio-Projeto e, dentro de algumas semanas, ele estará diponível para download!

No mais, é isso! Até a próxima! <ô/

sábado, 19 de maio de 2012

Storyboards, planejamentos e mais alguns rabiscos

E aí, galerinha! Depois de um tempo sem postar nada, venho lhes trazer novidades incríveis: Provavelmente nesta semana ou semana que vem, iremos lançar o site da Vincio Studios. Junto com o site, vamos lançar também a primeira versão baixável do Bio-Projeto. O jogo já irá conter uma historinha, várias fases legais, várias melhorias de desempenho também e com um visual totalmente renovado!

Essa semana, eu e o Marcos elaboramos dois storyboards, de como que poderia tudo ter acontecido para chegar no que chegou. Dêem uma espiada:

Meu:

001

Marcos:

002003

Tá, ok, confessamos, não somos nem um pouco bom desenhistas… Mas, por falar em desenhista, a Vincio Studios está agora com o Cleidson Freitas, que concordou entrarmos com uma parceria, e já começou a desenhar em grande estilo:

Bio-Projeto wallpaper

Então, é isso aí galerinha! Nos veremos assim que o jogo for lançado! Até lá! <ô/

sexta-feira, 30 de março de 2012

Últimos retoques no site!

Issaê, galerinha! O site está quase pronto, estamos apenas agora pintando algumas paredes, botando algumas decorações na index, uns piscas-piscas nos portais, alguns balões nas escrivaninhas, crocodilos no fosso e etc, não se preocupem! O site vai entrar no ar agora em Abril, e lá vocês poderão conhecer melhor a equipe, o nosso trabalho e baixar os nossos jogos para seu divertimento!
Mas enquanto esse dia não chega, deixo vocês na expectativa! Até lá! <ô/

domingo, 25 de março de 2012

Finalmente, fazendo o site!

É isso aí, galerinha! Recentemente, mudamos a plataforma do nosso site para Linux e, juntamente com isso, veio suporte a coisas legais como PHP e MySQL. E, como eu e o Marcos estamos estudando essas paradinhas todo santo dia, estamos finalmente desenvolvendo um site melhor e rápido para a Vincio Studios! No momento, o site não está disponível, mas em breve teremos novidades para vocês!

Até lá! <ô/

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Melhorias no Bio-Projeto 50!

Olá, povo!

Venho orgulhosamente, através desta postagem, informar a todos que as melhorias no Bio-Projeto 50 estão ficando arrasadoras! O visual do jogo já está bem melhor, mais “aceitável”! Além de, claro, as trilhas remasterizadas do jógo já estão implementadas!

Idéias a mil por hora, pessoal! E, o jogo está ficando mais ou menos assim:

melhoria1

Enfim, acredito que esse sim vai pra frente! Maiores informações a qualquer momento! Até lá! <ô/

domingo, 5 de fevereiro de 2012

BioProjeto Soudtrack Remastering v 1.1

Olá amigos!
Bem, vim postar o link de download da coletânea quase completa da trilha sonora do BioProjeto. A única que está faltando é a de Mutação, pois, vou ter que me dedicar mais à ela. É bem complexa. De resto, estão todos aí... comparem com o originais, e me dêem dicas, sugestões ou críticas. Alguns deles acho que ficaram meio mecânicos ainda mas estou trabalhando nisso.
Aaaah, notem a bateria! É um nova que baixei. Espero que gostem. ;)

Link para download:

http://www.4shared.com/rar/t6tX1GX8/BioProjeto.html

Abraço galera. (:

sábado, 4 de fevereiro de 2012

O papel… Ah, o papel!

A quanto tempo não toco num papel para escrever algo realmente útil nele… Tá, confesso que não faz muito tempo!

Mas, a quanto tempo realmente eu não tocava num papel para… DESENHAR?

Quando era pequeno, eu sabia desenhar bem… Claro, não era nenhum Van Gogh como o meu amigo Marcos Ribeiro, o “Fenris Garm”. Mas, sabia pegar um lápis e botar a mão na massa.

E agora, depois de tantos anos… Voltar a tentar desenhar novamente… Tipo, por um momento me dá um receio de começar… De depois olhar e dizer “Nossa, que coisa horrível”… Mas, vamos lá…
Primeiramente, ontem enquanto eu e meu pai estávamos sentados na frente de casa olhando o trânsito, resolvi pegar um caderno antigo que temos e uma caneta… Levei para lá e comecei a imaginar…

O nosso jogo se trata de uma fábrica inteira… Um laboratório, pra ser mais específico… E, mesmo assim, não tem uma sirenezinha sequer? Não, precisamos dar um jeito nisso! E, após alguns minutos de conversa com o meu pai sobre a nostalgia dele da época que ele era motorista de ambulância, aproveitei pra perguntar “Pai, como funciona uma sirene?”. E, conforme ele foi me dizendo, eu ia desenhando. Naquele mesmo dia, mais tarde, a sirene estava digitalizada, PAINTzeada e, estava funcional no jogo. Estava lindo!

Hoje, logo após quando acordei, apenas a mãe em casa pois o pai estava trabalhando. E, a mãe havia visto que fiquei no computador até 2 da manhã, e eu sei que ela odeia isso. E, como eu tinha acordado às 11 da manhã, se a primeira coisa a fazer fosse ir para o PC, isso seria assinar minha própria certidão de óbito. Então, botei a cuca pra funcionar mais uma vez.

Dessa vez não foi apenas um desenho. Foram vários! Várias coisas que um laboratório de pesquisas altamente periculosas deve ter. Coisas como osciloscópios, letreiros, pressurizadores, transativadores contínuos, bobinas de tesla, porta-cofres, tubos, etc etc etc. Nossa, nunca havia desenhado tanto a partir de coisas somente vindo da mente!

Mas, isso é um bom sinal! Um sinal de que estamos progredindo! Um sinal de que em breve, o Bio-Projeto 50 estará completamente “jogável”, e com uma aparência linda!

Ah, a propósito, eis um exemplozinho:
001

Mas, claro, ainda há muito o que fazer! Até lá! <ô/

Bio Projeto Soundtrack Remastering v 1.0


Meus amigos! É com imensa satisfação que lhes trago a versão remasterizada dos midis do Bio Projeto. Por enquanto fiz só 2, mas, em breve terei todas elas remasterizadas. Estou me baseando nos midis para criar algo mais natural. A bateria nessas versões está um lixo mas, logo vou trocá-la por outro plugin, que tem muito mais qualidade e sonoridade. Ouçam e comparem com as originais, e me dêem opiniões, sugestões ou críticas. Valeu galera. ;)

Link para download:
http://migre.me/7Nkl9
http://migre.me/7Nkmj

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Projetos a mil por hora!

Hoje nos reunimos eu, o Ledson e o Marcos e, passamos nossas tarefas. Vamos começar focando no cenário do Bio-Projeto 50, que está muito… hmmm... repetitivo e sem-graça (palavras de mim mesmo)!

Sendo assim, vamos começar a elaboração de novos detalhes para o jogo, e uma reformulada geral nos gráficos. Não se desesperem dizendo que “Ah, o jogo vai ficar horrível, não vai ser o mesmo.”, pois o código-fonte manterá o mesmo. O jogo só ficará com algumas sirenes a mais, alguns computadore no fundo, alguns outros efeitos legais, sem contar que o visual vai ficar muito melhor do que o atual visual de paint mal-feito!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Papo vai, papo vem, papBATATA!

Estava eu, no facebook, a conversar com ninguém mais, ninguém menos do que Rafal de Freitas Gesuatto, um velho amigo da Off-Topic do meu caro amigo Matheus Lynar, quando ele me passa uma imagem de um personagem de um jogo que ele está planejando fazer. Eu dando minhas dicas e bla bla bla até que POW, tive uma visão:

Ninja

Pensei em criar um jogo insano, rápido, com direito a replay, time-attack e editor de fases. Estou falando do Ninja Smash (Ou, até que venha algum nome melhor). Um jogo onde comandaria uma bolinha preta ninja, que sai dando espadada em tudo que encontra pela frente (outras bolinhas, etc etc etc). O bão do jogo é que dá pra fazer até chefão e, como eu pretendo deixá-lo insano e rápido, fazer várias paradinhas como “ataques múltiplos”, pulos ao-infinito-e-além, andar pelas paredes e etc!

Vamos ver o que sair dessa coisa legal aí! Até lá! <ô/

P.S.: Não, não roubei a idéia do Rafael. O jogo dele é completamente diferente, não se preocupem! Até agradeço ele por me fazer ter essa idéia, e pode ter certeza de que o nome dele constará nos créditos!

Começando a passos pequenos

Bom, esses dias atrás eu estava lembrando que, quando pequeno, tinha uma imaginação fértil até demais. Tentava aplicá-las a jogos, vergonhosamente feitos no Microsoft Power Point 97, haha! Era só ir apertando ESPAÇO e pronto, zerava o incrível jogo de mais de 150 slides!

Quando encontrei o Game Maker, fiquei maravilhado. Tudo quantéprojeto eu fazia, e dê-lhe jogatinas e jogatinas com o Felipe Garcia (ele pode comprovar)!

O tempo passou, melhorei bastante no Game Maker, mas ao mesmo tempo, a criatividade foi sumindo, e sumindo, e sumindo… Hoje, raramente tenho uma idéia boa, mas haja vontade também pra colocá-la em prática, viu…

E, a algum tempo atrás, eu fiz o Bio Projeto 50 – Ácido. Confesso que, honestamente, é um dos poucos jogos que eu fiz que realmente ficaram bons! Atualmente, o jogo está disponível pra download no seguinte link: http://www.4shared.com/rar/FfUFaCe-/Bio-Projeto_50.html

antigo - exemplo

E, esse jogo, por incrível que pareça, não era pra ser do jeito que saiu. Era pra ser um joguinho puzzle de empurrar PEDRAS. Engraçado, não?

Pois é. o tempo passou, esse jogo conseguiu ter incríveis 40 fases, apesar de nos meus planos, era pra ter 100. Mesmo assim, o jogo foi um sucesso quando disponibilizei pra download. Até meu pai jogava!

E, recentemente, estive pensando: Agora que temos a Vincio Studios, com uma equipe BOA e tudo mais, por que não continuar este projeto? O código todo já tenho, só preciso melhorar o visual dele, pra tirar esse visual de PAINT, e preciso terminar as outras 60 fases. Colocar a logo da Vincio Studios no lugar da “Leo Produções”, obviamente. Inserir um menu bonitinho e tudo mais (Sério, dá pra notar que o menu do jogo foi feito “às pressas”), trocar as músicas de porta MIDI por músicas de verdade, etc etc etc etc. Enfim, fazer de um joguinho de nada antigo um baita jogão! Aliás, esse jogo eu mostrei para o Ledson quando começamos com a Vincio e, ele gostou pra caramba do jogo, apesar de ser bem simples!

Então, acredito que dessa vez vai dar certo, e vamos dar início a carreira da Vincio Studios com o pé direito! Até lá! <ô/

sábado, 28 de janeiro de 2012

BATATA!

Não, não me refiro ao alimento, é apenas uma expressão que várias pessoas utilizam quando querem dizer EUREKA!

Hoje, agora pouco, de manhã, fui na empresa onde o Marcos trabalha. Havia negociado com ele já, e então, fui lá pra ver se o Input-Repeater iria funcionar!

Mandei ele baixar o programa de nosso link secreto, e ele baixou. Em seguida, ele ligou o programa, clicou em “RECEBER” e aguardou. Logo depois, liguei o meu programa, cliquei em “ENVIAR” e digitei o IP do computador dele. Batata! Deu certo, até ele mexeu um pouco no programa, experimentou, e até jogou Angry Birds! Vê se pode!

Então, a conexão está toda OK, só preciso agora acrescentar o sistema de detecção do teclado… Provavelmente, usando aquele sistema de bolinhas e colisões que mencionei a alguns posts atrás!

Até lá! <ô/

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Vamos lá para mais alguns testes!

Acabei de me convencer que meu programa não está com bug, e sim o Windows. Heh!

Sendo assim, resolvi entrar em contato com os outros membros da Vincio Studios para me auxiliarem nessa missão impossível, que é testar o Input-Repeater em um lugar onde eles possam controlar simultanemanete DOIS computadores.

Vamos ver quantos deles conseguem testar e quantos não conseguirão! Até lá! <ô/

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Quando menos se espera, as coisas acontecem!

Bem, ontem à madrugada, vou confessar que o sono me derrubou. MAS, junto com o sono, veio um bug dumal no programinha de acesso remoto. Simplesmente os dois programas (O receptor e o enviador) pararam de funcionar do nada. Um não consegue localizar o outro, mas se os dois forem executados no mesmo computador, eles funcionam.

E olha que antes estava funcionando normalmente a conexão entre eles! Mas, já verifiquei firewall, já verifiquei anti-vírus e etc etc etc etc etc, mas tudo está TEORICAMENTE certo. Tem algum detalhezinho. Provavelmente é a minha rede fubeca-a-fubeca que tá mal-configurada. Tô tentando pensar numa forma fácil e prática de fazê-la funcionar normalmente, sem “tantos” problemas… Mas, pra ser sincero, eu nunca gostei dela mesmo!

Quaisquer idéias pra ajudar, fico grato! Até a próxima! <ô/

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Problemas, problemas, problemas…

Então, ao analisar um pouco algumas DLLs de envio de comandos e tal (até achei uma que consegue simular o botão 3 do mouse perfeitamente, tanto pressionando quanto soltando, e até mesmo a rolagem), notei que todas as que prometem simular teclas sendo pressionadas se limitam a isso: A simular as teclas serem PRESSIONADAS.

“Mas, qual o problema então, Leo?” – Simples: Eu preciso de uma que não mande apenas um “raiozinho” de comando. Eu preciso de uma que seja capaz de detectar enquanto eu estiver pressionando a bendita tecla, atééé o momento de eu soltá-la. As DLLs somente mandam um pequeno “pulso”, mas nada de “segurar” a tecla. O GM possui o recurso de detectar se a tecla está sendo pressionada ou não nativamente, mas para cada tecla é um comando diferente… Não sou nem louco de colocar +- 100 comandos diferentes pra transmitir em rede e em tempo real… tsc tsc tsc…

Sendo assim, vou ter que apelar: vou ter que montar um “layout” de teclado no programa, sendo que cada tecla é um objeto. E, as teclas serão apenas acionadas por algumas “bolas” que, ao entrarem em colisão com as tais teclas, elas vão fazer o comando de PRESSIONAR e, ao sair da tecla, faz o comando de SOLTAR. Ficará mais fácil assim, pois desse modo, me preocuparei apenas com coordenadas x e y dessas “bolas”.

Ninguém aperta mais do que 5 teclas ao mesmo tempo (Aquele que aperta, que atire a primeira tecla!), então 5 bolinhas já serão o suficiente. E, como cada bolinha usará coordenadas x e y, então são 10 índices de rede no máximo. Até o momento, estou usando apenas 5 índices: Coordenadas x e y do mouse (0 e 1), botão esquerdo (2), botão direito (3) e botão do meio (4). 15 índices ainda manterá a conexão rápida e em tempo real, apesar de que, segundo meus cálculos, será meio difícil de digitar um texto usando esse recurso, pois as teclas podem sair rápidas demais e o método não detectar essas “teclas-relâmpago”…

Então, simbora programar. A madrugada promete! Até lá! <ô/

Quase pronto!

Rá! Lembram do probleminha lá da conexão remota do PC ao notebook? Pois trago boas notícias: Aquele probleminha do mouse foi resolvido!

Então, como eu ia dizendo, a solução foi a seguinte: Criar um programa cujo foco NÃO É obter total acesso ao computador remoto, e sim, apenas enviar as instruções de MOUSE para ele! Confesso pra vocês que não foi tarefa fácil, principalmente pelos vários empecilhos encontrados no meio do caminho. Vamos lá…

Primeiramente, fiz um layoutzinho tosco, mas funcional:

screen1

Em seguida, fiz com que o pontinho vermelho acima detectasse apenas a movimentação do mouse, não a posição dele. Até aí tá moleza. Depois, é claro que o mouse nosso, visando que o programa irá enviar apenas a movimentação do mouse e não coordenadas x e y exatas do cursor, então o mouse na origem tem que estar “travado” no centro da tela, e a partir dessa travada que o ponto vermelho obtém a movimentação. Até aí susse no musse, principalmente a questão de uma combinação de teclas para “destravar” o cursor, caso haja alguma emergência.

Mas aí que veio o primeiro problema: A conexão TCP/IP com o outro computador.

Após uma lida rápida no help do Game Maker, deu pra relembrar como se faz os procedimentos de conexão usando os recursos nativos do Game Maker. (Calma, programadores, eu sei que vocês estão dizendo agora nas suas mentes para que eu use a 39dll ao invés da nativa. Bem, isto está nos meus planos, assim que eu aprender a mexer com ela!) O único detalhe é que, adivinha se deu certo? Bem, acertou quem disse NÃO!

Eu já tava arrancando os cabelos, executando o projeto várias vezes em modo debug tentando entender o que houve, mas aí que percebi que o computador remoto não consegue se conectar no host se ele não BUSCAR os hosts disponíveis. Resumindo: Era uma única linhazinha de código. Problema 1 resolvido!

Eu queria ter tirado uma foto quando vi que o cursor no meu PC já estava se movimentando de acordo com os meus comandos de movimentação no notebook, até que eu tentei fechar uma janela no PC… E, pra minha surpresa, nada aconteceu. Mas, por quê? Porque o GM não tem suporte à simulação de cliques do mouse nativamente. Isto é, tive que correr atrás de DLLs pra isso!

Uma vez eu havia baixado uma tal de MouseSolution, mas como não achei tutoriais para ela, deixei ela de lado.

E dê-lhe ver como um louco uma outra dll e, para isso, recorri ao meu bom e velho amigo www.gmtoolbox.com!

Primeiramente, tentei usar a MouseController. Péssima idéia, porque a dll está desatualizada (Game Maker versão SEIS!!) e, ao dar o primeiro clique, simplesmente o mouse “entra em curto” e fica clicando sem parar, numa velocidade absurda.

Segundamente, fui ver a Mouse Simulation DLL, mas o arquivo de download expirou. Mediafire maldito!

Terceiramente, achei a MouseSolution. Mas, como não encontrei tutoriais para ela, fiquei com medo de usá-la e deixei ela de lado.

E por fim, mas não por último, achei a MouseControl DLL, mas para a minha sorte, o link de download dela havia expirado também. Mas, para o meu azar, no tópico da dll, o criador dela postou uma “versão corrigida às pressas” dela num site muito bacana chamado UpUrLoad. Baixei a bendita, e fiquei surpreso com o  tanto de ações que haviam!

Apenas as funções de pressionar e soltar botão esquerdo e direito já eram suficientes! Tava bão demais! Só depois que notei que o mesmo não possui essas funções para o botão do meio, mas o clique do botão do meio já está muito bom! É uma pena que também não tenha reconhecimento da roda do mouse… Em vários FPS, é muito útil.

Em seguida, dê-lhe reformular o código novamente com essa nova DLL mas, para minha surpresa, não calculei a lógica da rebimboca da parafuseta corretamente e, sendo assim, a DLL deixava o mouse louco, clicando com todos os botões ao clicar com um botão só. Locãodasidéia, né?

Um pequeno remendo aqui e outro ali e PRONTO! O mouse agora se mexe remotamente E CLICA remotamente! E eu posso clicar e arrastar qualquer coisa com ambos os botões! Ficou lindo, lindo, lindo. (como diria meu irmão!)

Aí você pensa: Problema da conexão do notebook ao PC RESOLVIDO? Pois é aí que você se engana.

Bom, como sabe, o Ultr@ VNC controla MOUSE também, além do teclado. E o controle de MOUSE dele é de coordenadas, não de movimento. Sendo assim, usar o meu programa em conjunto com o Ultr@ VNC está totalmente fora de cogitação, nenhum dos dois vai funcionar. OU SEJA, eu vou ter que achar agora uma DLL ou alguma macumba que faça com que consiga ler quais teclas estão sendo pressionadas e, enviá-las ao computador remoto.

O meu programa vai ficar igual um programa de acesso remoto, com a desvantagem de poder VER o que está acontecendo no outro computador, mas é bem essa a idéia! São 00:03 agora, termino essa postagem morrendo de sono, com 3 monitores na minha frente, com uma p*t* vontade de jogar alguma coisa, mas não posso porque tenho que me empenhar nesse programinha!

Amanhã eu posto o que que deu de resultado dessa muvuca! Até lá! <ô/

O cúmulo da frustração

Recentemente, tive uma idéia bizarra até por demais: E se eu pudesse controlar o computador de casa com meu notebook? Calma, eu sei que não parece ser tããããão bizarro, é apenas acesso remoto mas, vou explicar (e, desculpa pelo post comprido!):

Aqui em casa, tenho o meu computador (com placa de vídeo e tudo mais) cujo o qual uso para divertimento alheio. Pois bem, no outro cômodo, temos a sala. Na sala, temos uma TV 42", cuja qual possui 2 entradas HDMI. E, tenho também o meu notebook, o qual faço tudo e mais um pouco (menos jogar jogos fodões, pois o bichinho não aguenta).

Sendo assim, primeiramente, eu conectava o notebook na TV, para usufruir de alguns joguinhos bacaninhas e tals. Até que, então, ficava me mordendo pois não tinha como jogar aqueles jogos FODÕES na TV, porque o bendito do noteba não aguenta e pá. Até o dia em que tive a brilhante idéia de tirar o computador do lugar e colocá-lo do lado da TV pois, para minha surpresa, havia uma bela duma saída HDMI na placa de vídeo cuja qual eu nunca havia notado, mas tudo bem. Fiquei tão vislumbrado que até chamei o Marcos aqui em casa para jogar algumas partidinhas de FlatOut 2. Coisa de loco!

Então, no dia seguinte, comentei com meu pai sobre o feito e, conversei com ele sobre a viabilidade de fazer um pequeno orifício na parede para passar o cabo HDMI para o computador (já que, tecnicamente, ele fica atrás da TV!) e assim, podermos vislumbrar esse feito novamente sem precisar tirar o PC do lugar. Ele disse que é complicado, porque a casa é alugada e etc etc etc.

Mas, para minha surpresa, quando cheguei do serviço no horário de almoço, lá estava a TV virada um pouco, com um belo dum buraco na parede, feito sob medida para passar o cabo HDMI, o qual já estava no lugar! Olha que maravilha!

Desde então, tudo ficou mais “nítido”! Agora é filme quase toda semana! Só tem um pequeno detalhe: Só dá pra jogar com Joystick… E com duas extensões USB, pro Joystick chegar nos sofás… (Sério, ele tem que dar a volta pela parede!)

Mas, esse martírio iria durar até ONTEM (eu disse IRIA porque, já explico!), pois tive essa brilhante epifania: “Se eu usar acesso remoto, eu poderia controlar o PC deitado no sofá e vendo o que estou fazendo na TV”!

E, sem demora, comecei a procurar alguns programas de acesso remoto. Primeiramente tentei o do Windows mas sem sucesso, pois ele não acessa um usuário que já está em uso.

Em seguida, tentei usar o ShowMyPC mas sem sucesso também, devido a eu não ter consigo fazer ele conectar EM REDE, sem precisar passar pela internet. Resumindo: LAAAAAG.

Mas aí descobri o incrível e revolucionário Ultr@ VNC, que dá prioridade aos comandos impostos ao outro computador, podendo conectar EM REDE e mais: sem precisar dar muita prioridade para a exibição de vídeo!

O resultado, bem, foi surpreendente! Enquanto a tela do notebook ficava em 8 bits de cores preto-e-branco, os comandos respondiam muito bem, apenas com um ou dois lagzinhos devido à conexão de rede sem-fio ponto-a-ponto que uso em casa, mas mesmo assim, supreendente! Testei FlatOut 2 e o mesmo funcionou perfeito (tirando a pecinha que fica atrás do volante, claro)! Mas o pior de tudo ainda estava por vir…

Aí comecei a me frustrar quando pensei “Nossa, agora vou poder jogar Duke Nukem Forever, Skyrim, Rage, Wolfenstein, Minecraft, Star Wars Dark Forc… Não… NÃO… NÃÃÃÃOOO!”… Pois é, minha reação foi mais ou menos essa quando vi o erro gigantesco que ocorre com o MOUSE quando se tenta controlá-lo por acesso remoto enquanto roda um programa no computador destino cujo qual SEGURA o mouse no meio da tela. Resultado: Simplesmente o Duke Nukem não conseguia olhar pra frente, só pra cima e pra baixo, enquanto girava a 1400 km/h. E assim, o mesmo com o B.J. Blazkowicz… E com o Kyle Katarn… E com o Steve… E com os meus personagens do Rage e do Skyrim… E tantos outros FPS’s e/ou jogos que seguram o mouse no meio da tela, para que o MOUSE LOOK funcione corretamente.

Fiquei p*t*. Fui dormir irritado, chutando as coisas que via pela frente… Era como se a vida tivesse perdido o sentido para mim! Mas, havia perdido ATÉ AGORA POUCO, ONDE TIVE UMA IDÉIA VISLUMBRANTE!

Qual é a idéia? Não vou contar! Aguardem até a próxima postagem onde, provavelmente, será a respeito da idéia. Com link de download ainda!

Até lá! <ô/

Inauguração!

Muito bem… Mais uma vez, cá estou eu abrindo mais um blog… Mas, dessa vez vai ser diferente! Porque dessa vez se trata da Vincio Studios!
Isso mesmo. Agora, aqui eu não vou postar coisaradas sobre a vida, sobre alguma coisa que um garoto random de 15 anos esteja revolteds-boy sobre, algo que perca totalmente a noção do ridículo e etc etc etc, ou seja, este é um blog profissional, onde eu e a equipe da Vincio Studios falaremos sobre as atuais idéias e bla bla bla bla bla, capiche?
Então, subam na nave Vincio e vamo que vamo! <o/